9.8.21

Festival de Locarno: Curtas - A second chance, Excuse me... miss, Age of Youth

Logo Locarno

 

Alguns curtas assistidos na cobertura do Festival de Locarno 2021, "A second chance", "Excuse me, miss, miss" e "Age of Youth". Todos falam, de maneiras diferentes, sobre trabalho.

A second chance
Imagem: DIVULGAÇÃO

A Second Chance (E-po)

As vezes tudo o que precisamos é de uma ocupação e “A second chance” fala justamente sobre a rotina de uma mulher idosa buscando coisas para fazer durante o seu dia, que vão de pentear o cabelo (algo básico) a anotar números da bolsa de valores para ver as cotações diárias no jornal.

Dirigido por Pom Bumservicha e Parinee Buthrasri, vemos em dezesseis minutos como ter uma segunda chance na vida é uma busca diária e porque não dizer eterna. Viver é incrivelmente difícil e ter a vontade que a protagonista tem de fazer isso todos os dias, mesmo com as dificuldades financeiras, é algo no mínimo bonito de se ver. 

Excuse me, miss, miss
Imagem: DIVULGAÇÃO


Excuse me, miss, miss

Dirigido por Sonny Calvento, “Excuse me, miss, miss” é uma grande metáfora sobre o capitalismo e como, para ter sucesso dentro dele, você precisa se desdobrar de formas inimagináveis até conseguir algo que normalmente é o mínimo do mínimo. Vangie, a protagonista, é apenas mais uma pessoa dentro da engrenagem do sistema.

Sistema que beneficia e incentiva pessoas como a chefe dela, que literalmente se desdobram para fazer um trabalho para uma empresa que não se importa com ela. Assim, é meio difícil não ter empatia por Vangie e mesmo que o curta trate as situações como engraçadas, elas são mais reais do que se imagina, principalmente devido a um final que pode representar a desistência da luta, por puro e simples cansaço.


Age of youth
Imagem: DIVULGAÇÃO

Age of Youth

A eterna confusão que é a juventude, fazer o que? Como? Será que o próximo passo é o certo? Não que o protagonista de “Age of Youth” se importe, levando em consideração que ele pensa em abandonar a namorada pura e simplesmente pelo risco de uma possível gravidez. Dirigido por Myo Thar Khin, o filme acompanha a história de três amigos, namorados e um amigo do casal, enquanto se esforçam para sobreviver entre um trabalho e outro e entre uma festa e outra.

Vemos como a juventude pode ser essa eterna confusão e, principalmente, como esse período pode ser seco, principalmente se você tiver as preocupações que os personagens do curta têm. Mesmo que eles tenham vida social ativa e até mesmo consigam aproveitar a vida bem, não tem como aproveitar 100% quando se tem mais preocupações do que alívios e as vezes, a confusão habitual se transforma em problemas reais e difíceis de serem resolvidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2016 Assim falou Victor , Blogger