30.10.20

Crítica: Sportin'life

Sportin'life
Imagem: DIVULGAÇÃO

Em geral, documentários de bastidores de filmes, sejam esses lançamentos ou não, são bem similares entre si, pois mostram as mesmas coisas com pessoas diferentes e em locais diferentes, com uma naturalidade nem sempre verdadeira, como se tudo tivesse sido programado antes de começarem a filmar.

Não é o caso de “Sportin’life”, dirigido por Abel Ferrara e que mostra os bastidores e até pós bastidores do lançamento de “Sibéria” no Festival de Berlim Edição 2020. O que foi dito no paragrafo acima não acontece aqui devido a personalidade das pessoas que estão nesses bastidores e pelo fato do filme não esquecer da pandemia do Coronavirus, que colocou as pessoas em quarentena na Europa pouco após o fim da Berlinale.

Os detalhes que o público vê nesse documentário são, em geral, bem legais de ver, pois mostra bem a ligação de Ferrara com várias coisas que não são o cinema, mas que são ligadas a ele, como a música, o ter um oficio e até mesmo a relação dele com a equipe de seu filme, principalmente com o ator Willem Dafoe, que está em “Sibéria”, em “Tommaso” (dois últimos longas de ficção de Ferrara) e em alguns de seus outros filmes.

Vemos como Ferrara e sua equipe são de fato unidos e que essa união não começou recentemente, que faz tempo que eles são assim, de forma que o documentário, ao mostrar trechos de filmes antigos do diretor, serve como uma retrospectiva da carreira dele e não há qualquer tipo de spoiler (mesmo que sejam filmes antigos) para a parcela do público que não assistiu aos filmes.

Porém, o que talvez seja a grande sacada de Ferrara aqui, seja o fato de misturar os bastidores do lançamento de “Sibéria” com as noticias mundiais, de forma que mostrou como a Europa, de maneira geral, foi se adaptando a pandemia, da mesma maneira que mostra o mundo (usando os Estados Unidos de exemplo), negando o Coronavirus.

O não negar os fatos hoje em dia é algo valioso, pois temos que lidar de maneira direta ou indireta com pessoas que negam a existência de coisas que claramente existem, não porque essas pessoas sabem que não existem ou acreditam nisso e sim porque querem acreditar nisso. Ou seja, por pura simples e vontade própria, pessoas negam um vírus que matou milhares em todo o mundo.

Assim, “Sportin’life” é um bom exemplo do que um documentário de bastidores pode ser, mostrando coisas que o público não vê de forma original e bem criativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2016 Assim falou Victor , Blogger